Ads Top

Kaws - Workspaces personalizadas para Krita

Antes de falar do nosso pequeno set, penso que seria interessante abordar o que viria a ser esses tais workspaces, pois, para algumas pessoas que não estão habituados com tal conceito isto pode não parecer tão claro, então nada mais justo do que explicarmos antes.

Workspaces no Krita

OS Workspaces ou espaços de trabalho, basicamente são configurações de como os dockers estão organizados e dispostos no Krita e que podem vir a serem úteis, principalmente se você precisar alternar entre fluxos de trabalhos durante ou após alguma tarefa. Os Workspaces podem ser acessados, instalados ou salvos através da barra de ferramentas conforme mostra a imagem a seguir.


O que são os dockers no Krita?

São pequenas janelas que contem os painéis de funções como camadas, opções de ferramentas, seleção de cor, etc. Dockers podem ter seu estado em modo flutuante ou acoplados nas laterais a esquerda e/ou direita. O Krita também permite que você acople painéis na parte superior e/ou inferior.

Conheça o Kaws

Pensando nessa facilidade que o Krita fornece, criamos um set de workspaces que pode ser útil para alterar rapidamente entre fluxos de trabalho. E claro disponibilizamos ele para download.


Muitos pessoas se acostumaram a trabalhar com uma área idêntica para realizar seus mais diversos tipos de trabalhos como Pintura, Arte final, Esboço, Arte conceitual, Retrato etc, mesmo que isso gere uma certa falta de produtividade.

Com o Kaws queremos mostrar que é possível ter uma personalização adequada que possa servir para cada tipo de trabalho, tornando o fluxo muito mais fácil. E por incrível que pareça, esse conceito, por mais simples que seja, pode evitar até mesmo o uso de programas intermediários, principalmente devido o desconforto gerado pelas ferramentas não estarem posicionadas da forma mais evidente no momento da realização do trabalho. E o mais importante evita o duro pesar de modificar e bagunçar aquela disposição padrão, perfeita e preferida que você tanto esta habituado e não pode pensar sequer em perdê-la.

Instalação


  1.  Copie os arquivos .kws para dentro do diretório oculto que esta na pasta /home de seu usuário de sistema:
    ~/.kde/share/apps/krita/workspaces

  2.  Abra o Krita  e acesse  o botão "Escolher espaço de trabalho" na barra de ferramentas e escolha o Kaws workspace de sua preferência.

Conclusão

Os Workspaces podem ser gerados de forma muito simples no Krita, no momento estamos testando e atualizando conforme o programa vai evoluindo na interface ou adicionando novas ferramentas. A intenção é ter sempre algo que facilite o fluxo dos mais variáveis tipos trabalhos. É importante informar que existe um bug que foi detectado conforme comuniquei no forum do projeto que pode causar um glitch na hora de trocar ente as áreas de trabalho. Enquanto isso não é reparado basta alternar entre uma área de trabalho que tenha a barra lateral acoplada para a outra flutuante, colocar o programa em modo janela e maximizar podem resolver problemas das barras de status e dockers na área inferior.
Não esqueçam de ajudar o projeto Krita que esta em campanha no kickstarter conforme relatei neste post.
Quero deixar um agradecimento ao desenhista Mozart Couto pelas artes e alguns workspaces que compõe o set Kaws .

2 comentários:

  1. Olá. Eu estou com uma dificuldade, não consigo ativar a área acoplável "camadas". Você tem ideia do porque?

    ResponderExcluir
  2. Poderia ser mais especifico? Não ativar de modo flutuante ou não ativar na tela?

    Você pode tentar mudar a workspace, pois ela retorna na tela os padrões definidos.

    Caso tenha desativado em algum workspace especifico, você pode acessar o menu Configurações > Áreas acopláveis e marcar camadas.

    Se tudo falhar um truque segure "Ctrl+Shift + Alt" e abra o Krita, vai aparecer um tela que vai resetar toda a configuração ou ainda deletar/renomear o arquivo "kritarc" localizado no:

    Windows em %APPDATA%Roamingkrita ou %LOCALAPPDATA%krita

    Linux em .kde/share/config/krita ou .kde4/share/config/krita (na versão 3.0 é na pasta .config) no seu diretório home.

    *No linux pastas precedidas de .(ponto) são ocultas.

    ResponderExcluir

Cada comentário é apreciado, mas tenha em mente que os comentários são moderados e podem levar algum tempo para aparecer. Todos os comentários de spam serão excluídos.

Tecnologia do Blogger.