Ads Top

Uso do cinto de segurança no banco traseiro era raro e agora?

Vários autores de blogs e seus visitantes estão revoltados e trazendo a tona discussões sobre o caso João Hélio, fortalecendo a voz do povo que clama por mudança nas leis.

Sabemos da covardia que foi feita com João Hélio até quem está acostumado com as barbaridades que acontecem neste país ficaram chocados, mas ouvi certas conversas que não concordo nem um pouco a respeito do uso do cinto de segurança "ou melhor o não uso".

"Tá vendo pra que usar cinto no banco traseiro", "Eu já não colocava o cinto no meu filho, agora que não coloco mesmo", "Eu não exijo o uso do cinto pois dirijo com muito cuidado" ...

cinto de segurança


Espera pessoal vamos com calma! Eu fico revoltado quando vejo meu sobrinho saltitante circulando no banco traseiro, parece que ele esta em algum playground. Geralmente gosta de ficar no meio dos 2 bancos dianteiros, discuti e discuto muito com a minha irmã por causa desta imprudência. Você leva a fama de chato por exigir o mínimo de segurança, pessoas devem refletir sobre seus atos e as conseqüências, em uma freada brusca ele passaria pelo vidro dianteiro como uma bala ou com um pouco de sorte poderia ter apenas alguma lesão. Não se pode arriscar!

Mas a sensação de não isto nunca vai acontecer. Puxa será que o pessoal considera que noticiários são iguais as novelas da Rede GLOBO "Qualquer semelhança é mera coincidência" que os acidentes são inventados, saibam diferenciar o que é circo e o que é real.

O cinto é obrigatório a todos os ocupantes do veículo. A penalidade para quem não o usa é multa de R$ 127,69 se qualquer um dos ocupantes do carro não estiver usando o cinto. Como medida administrativa, o veículo pode ser retido até a colocação do cinto pelo infrator. E o motorista ainda perde cinco pontos na carteira.

Não dá para justificar irresponsabilidade sendo omisso.A probabilidade de bater o carro é maior do que acontecer novamente esta covardia que fizeram com o garoto. A criminalidade e segurança de trânsito são coisas totalmente distintas. O Cinto de segurança não deve agora ser associado como um objeto de medo colocando seriamente em risco a vida das pessoas.

Afinal de contas quem matou João Hélio foi o cinto de segurança ou os Bandidos?

Cinto POR QUÊ USAR?

Apesar de ser obrigatório, muitos tem inúmeras desculpas para não usar. Conheça o erro desta atitude:

"Posso ficar preso em caso de incêndio"
- Soltar o cinto é tão fácil quanto abrir a porta do veículo. Sem ele você corre um risco muito maior de desmaiar, ficando sem nenhuma condição de se defender.

"Posso sair ileso se for jogado para fora do carro"
- Quem é jogado para fora tem 25 vezes mais possibilidades de morrer do que se estiver seguro pelo cinto.

"Em caso de acidente, o cinto dificulta a retirada do acidentado"
- Neste caso, o que dificulta são as ferragens retorcidas. O fecho do cinto é liberado com a máxima facilidade.

"Minha força física é suficiente para me manter ao volante sem precisar do cinto"
- Numa colisão a 20 km por hora, somos atirados contra o volante e o pára-brisa com uma força que equivale a seis vezes o peso do nosso corpo. Imagine em velocidades maiores.

fonte: http://www.detran.rj.gov.br/_documento.asp?cod=1254

3 comentários:

  1. E elas estão ai ao monte!

    ResponderExcluir
  2. Absurdo é ficar obrigando a gente a usar! Se eu quero correr o risco, eu que me dane! Isso não é da conta do Estado.

    Mas eu uso porque acho necessário. Agora, de vez em quando em uma estrada traquila quem tá no banco de trás não pode nem tirar um conchilo sem o cinto que o Estado já vem querer multar?

    Não sou criança, não preciso do Estado me dizendo o que devo ou não fazer em assuntos que dizem respeito a MINHA segurança.

    []'s a todos.

    ResponderExcluir
  3. Só um comentário sobre a infeliz percepção do amigo rako,lugar de tirar cochilinho é na cama e não no carro, sem contar que é exatamente nas estradas tranquilas que os condutores tendem a se distrair por falta de movimento e dormir na direção, ai temos os acidentes mais fatais, outra há sim eventualidades que o dispositivo de segurança acaba por limitar a movimentação, mais por ano no Brasil morre em média 50 mil pessoas por acidente de trânsito, então a chance de morrer em uma colisão é bem maior do que esses casos isolados que acontem de ter a vítima presa pelo dispositivo de segurança. O problema não é morrer, mais sim ficar deficiente, sem perna, sem braço ou mesmo tetraplégico pro resto da vida e passar o resto da vida pensando que se tivesse usado o cinto as consequencias seriam minimizadas e vc estaria andando por exemplo hopje ou invé s de vegetando em cima de uma cama, sem poder constituir família passear etc... e pior precisando de alguém o tempo todo cuidando de vc, pense nisto!!!! Ame-se, cuide-se

    ResponderExcluir

Cada comentário é apreciado, mas tenha em mente que os comentários são moderados e podem levar algum tempo para aparecer. Todos os comentários de spam serão excluídos.

Tecnologia do Blogger.